Estratégia da Campanha

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

DMD_2016
Aqui você encontra a Estratégia da Campanha, ou seja, um roteiro de como organizar sua campanha e obter os melhores resultados.

ESTRATÉGIA ESPECÍFICA PARA CAMPANHA DE DIABETES

Dia Mundial do Diabetes 2017

20ª Campanha Nacional Gratuita em Diabetes, de Prevenção das Complicações, Detecção, Orientação e Educação

Escolha da data: (em torno de 14 de novembro/Dia Mundial e Nacional do Diabetes).

Escolha do local: Amplo, claro, arejado, com boa circulação para o público, duas portas (entrada e saída), de fácil acesso, limpo e coberto. Ex: colégios e escolas municipais, próprios públicos, postos de saúde, etc.

Material:

1 – monitor;
2 – lanceta;
3 – gase embebida em álcool ou algodão com álcool;
4 – saco de lixo para material hospitalar (branco);
5 – contatar a prefeitura para retirada do lixo hospitalar;
6 – ficha de identificação e resultados;
7 – aparelho de pressão;
8 – fita métrica;
9 – material de divulgação;
10 – material educativo;
11 – material informativo;
12 – sinalização;
13 – ambulância;
14 – hospital retaguarda para encaminhamentos;
15 – carro resgate;
16 – açúcar líquido (glinstan) – glucagon;
17 – alimentação;
18 – material de pronto socorro e/ou pronto atendimento através de unidades próprias;
19 – equipamento de pronto atendimento;
20 – mesas/cadeiras;
21 – luvas descartáveis;
22 – pranchetas e canetas;
23 – descartador para perfuro cortantes;
24 – equipamentos específicos para cada equipe: de nutrição, de odonto, de pés, de olhos, de vascular, de pressão arterial, de colesterol, de A1c, etc…

Parcerias:

Esta Campanha além de ser de detecção, também deverá ser de educação e prevenção das complicações, sendo assim é necessário que cada um de vocês procure parcerias com cardiologia, oftalmologia, faculdades de enfermagem, farmácia, nutrição, escolas de podologia e outros para que se realizem, além de hospital para remoções em casos de necessidade.

Só para os já sabidamente diabéticos e exames com resultados suspeitos, realizar:

• medição da circunferência abdominal;
• avaliação vascular;
• aferição da pressão arterial;
• avaliação fisioterápica;
• exame de fundo de olho e catarata;
• hemoglobina glicada;
• avaliação dos pés;
• colesterol;
• avaliação dentária;
• avaliação nutricional;
• exame de microalbuminúria;
• avaliação para prática de atividade física;
• outros;

– Nesse caso é necessário material específico para cada ação.

O tema da Campanha deste ano é: “A MULHER E O DIABETES: NOSSO DIREITO A UM FUTURO SAUDÁVEL” e dessa forma o foco é na Educação em Diabetes, destacando alguns temas principais como:

• Detecção precoce do Diabetes;
• Detecção precoce das complicações;
• Estar atendendo ao aparecimento do Diabetes;

Sugerimos que organizem palestras com os seguintes temas: 

Conhecendo o Diabetes – Orientação alimentar – Controle do Diabetes – Aspectos emocionais do Diabetes – Tratamento, comprimidos e insulinas – Importância do exercício físico – Cuidado com os pés – Bomba de Insulina – Prevenção e tratamento das Complicações do Diabetes.

RECURSOS HUMANOS:

• coordenador geral;
• pessoal habilitado para preenchimento de fichas;
• pessoal treinado para realização e avaliação dos testes;
• pessoal treinado para dar informações gerais e resolver problemas;
• pessoal treinado para organizar filas e o fluxo;
• pessoal especializado para divulgação;
• multiprofissionais para orientação e para palestras de educação;
• equipe para encaminhamento à hospitais;
• equipe para ambulância, policiamento, e de resgate;
• equipes especializadas para cada área de atuação;
• Multiprofissionais: médicos: farmacêuticos, biomédicos, dentistas, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, professores de Educação Física, fisioterapeutas, podólogos, educadores, assistentes sociais e outros.

• Divulgação através de:

• jornais e revistas, rádios e TV – carro de som, folhetos, sites;
• nos clubes, nos bancos, hospitais, postos de saúde;
• nas missas, nas escolas, cartazes e faixas;
• nas lojas e estabelecimentos (na rua);
• Material educativo;
• Palestras, cartazes, folhetos, vídeos, painéis, outros;

OBJETIVO:

• Realizar o teste em pessoas do grupos de risco para o Diabetes;
• Parentes de diabéticos;
• Indivíduos com hiperlipemia;
• Obesos;
• Mães que tiveram filhos com 4 quilos ou mais;
• Hipertensos;
• Mulheres que tiveram Diabetes gestacional;
• Coronariopatas;
• Idosos (maiores de 65 anos);
• População em geral com mais de 35 anos;
• Orientar os de resultado fora do padrão da normalidade num primeiro momento e em seguida fazer o encaminhamento necessário, de acordo com a peculiaridade da Unidade de Saúde local;
• Promover imediatamente o início da educação em Diabetes e propiciar meios para que o diagnosticado passe a ter educação continuada multidisciplinar em Diabetes.

EXECUÇÃO

1. Divulgação
• Iniciar a divulgação da Campanha com pelo menos 30 dias de antecedência em revistas e através de cartazes em pontos estratégicos como hospitais, ambulatórios, centros de saúde, estações de trem, ônibus ou metrô, farmácias, lojas de bairros, shopping center, igrejas e todos os locais onde haja grande concentração de pessoas.
• Com quinze dias de antecedência colocar faixas promocionais de rua (pedir autorização na Regional da Prefeitura local).
• É muito importante deixar bem claro o número de testes oferecidos para evitar expectativas e tumultos – colocar faixa no local informando o número de testes oferecidos.
• Fazer senhas, na quantidade dos testes oferecidos, que deverão ser entregues conforme a fila for se formando.
• Uma semana antes da Campanha, é o momento de iniciar a divulgação pelos jornais, rádios e TV. Se possível, conseguir que um desses veículos noticie o fato e eduque sobre Diabetes durante todo o mês ou na quinzena anterior. Dessa forma, o efeito será maior.

2. Treinamento
• Treinar as pessoas que realizarão os testes para que os executem com desembaraço, rapidez e conhecimento, e que estejam habilitadas a interpretar corretamente o resultado.
• Treinar a pessoa que irá preencher o formulário diagnóstico para que complete todos os campos com letra legível (com letra de forma).
• A pessoa que realizou o teste deverá preencher apenas o resultado obtido. Se for diagnosticado diabético ou suspeito, a pessoa deverá ser encaminhada à equipe multiprofissional, que deverá estar durante todo o período à disposição para orientar e encaminhar os diagnosticados.

3. Uniformes
• Os funcionários que realizam os testes deverão estar de avental branco, luvas e crachás.
• Os outros funcionário da Campanha também deverão estar identificados, de preferência padronizados.

4. Filas
• Os funcionários que preencherão os formulários deverão fazê-lo em pranchetas, andando pela fila para agilizar o processo, já que o teste em si demora menos de um minuto, tempo menor do que o preenchimento dos formulários.
• Não se esquecer de fazer uma fila especial para idosos, gestantes, deficientes físicos, mães com crianças de colo, recém operados e outros, de acordo com a lei vigente no país.

5. Palestras e Orientação
• No local deverá haver mesas com médicos especialistas e multiprofissionais de cada área, para imediata orientação aos recém diagnósticos e aos diabéticos mal controlados.
• Caso haja possibilidade de oferecer palestras educativas, informe isso em local visível e os multiprofissionais e educadores deverão encaminhar os diagnosticados e os que já sabem ser diabéticos para assistí-las.

6. Material educativo
• Em todo o local deverá haver cartazes educativos e oferecer aos diagnosticados, folhetos, folders e todo o material educativo possível. (É só imprimir do nosso site)

7. Adesão
• Só quem enviou o formulário de adesão constará de nossos relatórios.

8. Resultados – Encaminhamento
• Depois de realizados os testes é necessário que se proceda à tabulação dos resultados

Preencher formulário (Anexo 1) e nos enviar com urgência.

• Quem puder elaborar gráficos, fazer, para melhor visão dos resultados.

• Enviar também um relatório da Campanha, inclusive com fotos, pois estes serão publicados na revista Anad Informa, no site e encaminhados para a IDF (International Federation Diabetes).

Obs: A quantidade insuficiente de sangue na tira acusa valores falsamente baixos – Verificar que a gota seja adequada. Repetir o teste se necessário.

9. Identificação
• No formulário constará nome, telefone e endereço do diagnosticado, o que permitirá que lhe seja enviada correspondência, convidando-o a que se trate e se eduque e também espaço para colocar o número do atendimento.

• Preencher também o número para que as equipes das outras avaliações possam preencher o resultado com o mesmo número, de forma que depois se possa traçar um perfil da pessoa em todas as áreas.

• A padronização para interpretação dos testes de glicemia será a seguinte:

1. Jejum
a) Normal de 70 a 99 mg/dL
b) Suspeito valores entre 100 e 125 mg/dL
c) Provável Diabetes acima de 126 mg/dL

2. Pós-prandial (sem jejum – qualquer hora)
a) Normal até 140 mg/dL
b) Suspeito valores entre 141 e 199 mg/dL
Enviar para glicemia plasmática de jejum se suspeito (item 1b) encaminhar para TTGO (Teste de Tolerância à Glicose Oral)
c) Provável Diabetes acima de 200 mg/dL (qualquer hora)

Todos os exames considerados suspeitos deverão ser encaminhados para confirmação diagnóstica, através de exames de glicemia plasmática.

Valores Colesterol:

Colesterol Total
(a qualquer hora mesmo sem jejum) JAMA 2001; 285; 2489 – 2497
Maior que 200 mg/dL – realizar determinação de perfil lipídico completo em jejum

Valores Hemoglobina Glicada A1c – valor normal: 5,7% (HPLC)
Hemoglobina Glicada A1c menor que 7% – valor desejável

IMPORTANTE:
Todo paciente diagnosticado na Campanha deverá ter encaminhamento às Unidades de Saúde locais. Os descompensados deverão ter prioridade no encaminhamento, e todos deverão receber orientação, se possível multiprofissional.

Lembramos que a IDF espera que você organize uma caminhada e que ilumine sua cidade de azul na noite de 13 até o raiar do dia 15. Envie para nós a relação de suas atividades o mais rápido possível e já no dia 15 envie fotos e resultados. Tudo isso irá para o site da IDF.

Espero que este modelo de estratégia possa servir para ajudá-los no planejamento das suas Campanhas.
Para qualquer dúvida, estaremos à disposição.

Profº. Dr. Fadlo Fraige Filho
Presidente

Dúvidas? Escreva para anad@anad.org.br ou telefone (11) 5904-2407 / (11) 5908-6777

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.