Apenas Duas Latas de Bebidas Açucaradas por Semana Podem Aumentar o Risco de Diabetes Tipo 2

Apenas Duas Latas de Bebidas Açucaradas por Semana Podem Aumentar o Risco de Diabetes Tipo 2
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

As bebidas açucaradas podem representar uma séria ameaça à nossa saúde cardiometabólica

Nova pesquisa – que foi publicada no Journal of the Endocrine Society – examinou 36 estudos existentes publicados nos últimos 10 anos para analisar os possíveis efeitos das bebidas açucaradas na saúde cardiometabólica.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informa que pelo menos 19 milhões de óbitos anuais são de doenças cardiometabólicas – um cenário acobertado para doenças cardiovasculares e condições como síndrome metabólica e Diabetes Tipo 2.

Nos Estados Unidos, um estudo de 2012 informa que naquele ano, 702.308 pessoas morreram de transtorno cardiometabólico, e fatores alimentares, como alimentos e bebidas, pareciam aumentar o risco de mortalidade cardiometabólica.

Outro estudo recente sugeriu que duas latas de refrigerantes diariamente tornam os consumidores 2,4 vezes mais propensos a desenvolver diabetes, independentemente destas bebidas conterem açúcar ou não.

No entanto, como os autores da nova pesquisa explicam, os resultados desses estudos foram considerados “controversos”.

Assim, na nova revisão , os pesquisadores – liderados por M. Faadiel Essop, PhD., da Universidade Stellenbosch em Stellenbosch, África do Sul – decidiram investigar as tendências gerais nos resultados de 36 estudos, abrangendo mais de uma década.

Os Danos das Bebidas Açucaradas

Esso e colegas incluíram ensaios clínicos, controlados e randomizados, bem como estudos observacionais em suas análises.

Os estudos foram da última década, terminando em setembro de 2017 e examinaram predominantemente os participantes que consumiram mais de cinco bebidas açucaradas (SSBs) por semana – ou o equivalente a menos de uma dessas bebidas por dia.

Embora alguns desses estudos tenham produzido resultados contraditórios ou não produziram provas suficientes para apoiar uma ligação entre SSBs e doenças cardiometabólicas, a maioria revelou uma associação clara entre SSBs e o risco de desenvolver doenças cardiometabólicas.

No geral, a revisão encontrou uma forte correlação entre SSB e  síndrome metabólica – um nome coletivo para uma série de fatores de risco que aumentam as probabilidades de desenvolvimento de distúrbios cardiometabólicos.

Esses fatores de risco incluem uma cintura abdominal grande, um alto nível de triglicerídeos (ou seja, gorduras que podem ser encontradas no nosso sangue), baixos níveis de “bom”  colesterol, alto nível de açúcar no sangue e pressão arterial elevada.

“A maioria dos estudos epidemiológicos mostraram fortemente que a ingestão frequente de SSB contribui para o início da [síndrome metabólica] no longo prazo”, escrevem os autores.

Mais especificamente, um consumo diário mínimo de um SSB aumentou o risco de hipertensão e, mesmo assim, apenas dois SSB por semana aumentaram as chances de desenvolver Diabetes Tipo 2.

Achados adicionais incluem o fato de que o consumo normal de SSB pode diminuir a sensibilidade à insulina em até 17%, o que explica os níveis elevados de açúcar no sangue.

O pesquisador sênior comenta as descobertas, dizendo:

“O consumo de bebidas açucaradas é cada vez maior entre todas as faixas etárias do mundo […] Nossa análise revelou que a maioria dos estudos epidemiológicos mostram fortemente que a ingestão frequente dessas bebidas contribui para o aparecimento da síndrome metabólica, Diabetes e hipertensão”.

M. Faadiel Essop, Ph.D.

“As descobertas demonstram que existe uma clara necessidade de educação pública sobre os efeitos nocivos do consumo excessivo de bebidas açucaradas”.

“Mas a nossa compreensão deste tópico se beneficiaria de pesquisas adicionais para esclarecer melhor como as bebidas açucaradas afetam nossa saúde”.

“Nós vemos algumas limitações na pesquisa atual sobre este tema, ele admite, incluindo a necessidade de estudos de longo prazo e métodos de pesquisa padronizados”.

Fonte: Medical News Today, de 03/11/2017, por Ana Sandoiu.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.