Atadura Eletrônica Pode Curar Feridas Crônicas

Atadura Eletrônica Pode Curar Feridas Crônicas
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Uma nova atadura inteligente pode mudar nossas práticas de tratamento de feridas

Os pesquisadores criaram uma atadura “inteligente” que é muito mais eficaz e de ação mais rápida do que os curativos regulares de cicatrização. O mesmo dispositivo também pode ser carregado com drogas, dependendo do tipo e estágio da ferida a que é aplicado.

A idéia para o novo dispositivo nasceu da necessidade de encontrar tratamentos mais eficientes, rápidos e econômicos para feridas crônicas.

As feridas crônicas – incluindo úlceras venosas, úlceras diabéticas e úlceras por pressão –  são particularmente desafiadoras para tratar devido ao mecanismo biológico complexo que as caracteriza.

Isto ocorre se após 4 semanas as feridas não se curarem seguindo um procedimento de cuidados padrão, em grande parte porque o corpo não libera os compostos que são essenciais para curar em tempo hábil.

Mas o novo dispositivo pode mudar isso. Ser capaz de administrar diferentes fármacos em diferentes estágios na progressão da ferida é conhecido por ajudar com feridas crônicas e a atadura inteligente permite aos profissionais médicos fazer exatamente isso usando um único dispositivo.

O patch de cicatrização inteligente foi projetado por pesquisadores da Universidade de Nebraska-Lincoln (UNL), em colaboração com cientistas da Harvard Medical School em Boston, MA e Massachusetts Institute of Technology em Cambridge, MA.

No novo estudo –  que foi publicado na revista Advanced Functional Materials – a equipe detalha uma série de experimentos que eles executaram para testar os benefícios de sua inovação.

Um dos autores correspondentes do estudo é Ali Tamayol, professor assistente de engenharia mecânica e de materiais da UNL. “O custo médico associado a feridas [crônicas] é tremendo”, diz ele. “Então, há uma grande necessidade de encontrar soluções para [eles]”.

Como Funciona a Ataduta Inteligente

O patch de cicatrização inteligente é do tamanho de um selo postal, composto de fibras eletricamente condutoras e pode ser controlado remotamente com um smartphone ou outro dispositivo sem fio ou bluetooth.

As fibras são revestidas com um gel à base de água que pode ser carregado com várias drogas, dependendo das necessidades da ferida.

Os antibióticos, os chamados fatores de crescimento que ajudam o tecido a se regenerar, e os analgésicos podem ser administrados alternativamente usando a mesma “ligadura eletrônica”, enquanto controlam remotamente, não apenas a substância, mas também a dosagem.

Em uma das experiências detalhadas no estudo, os pesquisadores aplicaram a bandagem eletrônica carregada com um fator de crescimento de tecido para ratos feridos e um curativo “seco” normal para um grupo controle de camundongos.

O experimento mostrou que a bandagem inteligente ajudou os ratos a regredir três vezes mais tecido do que o grupo controle. A regeneração do tecido é um passo fundamental no processo de cicatrização.

Em outro experimento, a equipe carregou a cura com um antibiótico. O curativo de cura inteligente lutou com sucesso contra a infecção.

Esta é a primeira atadura que é capaz de liberar droga dose-dependente […] Você pode liberar vários medicamentos com diferentes perfis de lançamento. Essa é uma grande vantagem em comparação com outros sistemas”. Profº. Ali Tamayol

“O que fizemos aqui”, continuou ele, “criou uma estratégia para construir uma bandagem de baixo para cima […] Esta é uma plataforma que pode ser aplicada em muitas áreas diferentes de engenharia biomédica e medicina”.

“Imagine que você tenha um patch variável que tenha antídotos ou drogas voltadas para riscos específicos no ambiente”, acrescenta Tamayol.

Os pesquisadores também esperam que a primeira aplicação do dispositivo seja para curar as úlceras crônicas resultantes do Diabetes.

A maioria dos componentes da atadura já foi aprovada pela Food and Drug Administration (FDA), dizem os pesquisadores. Mas antes de colocar o dispositivo no mercado, a atadura ainda terá que ser testada em animais e depois em testes humanos.

Até então, a equipe está trabalhando no trabalho tentando tornar a cura adequada para administrar os tratamentos adequados de forma autônoma.

Fonte: Medical News Today – 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.