Estudo Randomizado, Cruzado, de Três Períodos, Ativo e Controlado por Placebo, para Investigação dos Efeitos de Curto Prazo da Linagliptina Sobre as Funções Endoteliais no Diabetes Mellitus Tipo 2

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Autores:

T. Jax1, M. von Eynatten2, A. Stirban1, A. Terjung1, H. Esmaeili3, A. Berk3, S. Thiemann2, R. Chilton4, N. Marx5; 1Profil, Neuss, Germany, 2Boehringer Ingelheim Pharma GmbH & Co. KG, Ingelheim, Germany, 3Boehringer Ingelheim Pharma GmbH & Co. KG, Biberach, Germany, 4University of Texas Health Science Center, San Antonio, USA, 5University of Aachen, Germany.

Fonte:

Congresso EASD 2015, em Estocolmo.

Histórico e Objetivos:

Estudos sobre inibidores da dipeptidil peptidase 4, (DPP)-4 relatam efeitos heterogêneos sobre as funções endoteliais em pacientes com Diabetes Mellitus Tipo 2. Este estudo avaliou os efeitos do Inibidor da DPP-4 linagliptina, comparados à sulfoniluréia glimepirida e placebo sobre as medidas das funções macro e microvasculares. Materiais e Métodos: Este estudo randomizou pacientes com Diabetes Mellitus Tipo 2 (n=42), HbA1c ≤7,5%, sem doença micro ou macrovascular e com uso estável pregresso de metformina para uso de linagliptina 5 mg qd, glimepirida 4 mg ou placebo durante 28 dias. A função endotelial macrovascular no jejum e no pós-prandial, medida por vasodilatação braquial mediada por fluxo (FMD), e a fun- ção microvascular, medida por laser-Doppler, foram analisados após 28 dias.

Resultados:

Na linha de base, a média de idade e de índice de massa corporal foram 60,3 (6,0) anos e 30,3 (3,0) Kg/m 2 , respectivamente. Após 28 dias, altera- ções de FMD em jejum foram semelhantes entre os 3 braços do estudo [taxa de tratamento, média g (90% IC): linagliptina vs glimepirida, 0,884 (0,633, 1.235); linagliptina vs placebo, 0,884 (0,632, 1.235); glimepirida vs placebo, 1,000 (0,715, 1,397); todos p=não significativo]. Da mesma forma, não foram observadas diferenças nos FMD pós-prandiais. A linagliptina melhorou significativamente a microcirculação em jejum, mas não a pós-prandial, (figura). A linagliptina não teve efeito sobre a pressão arterial ou frequência cardíaca. As taxas globais de eventos adversos com linagliptina, glimepirida e placebo foram 27,5%, 61,0% e 35,0%. Menos eventos hipoglicêmicos foram observados com linagliptina (5,0%) do que com glimepirida (39,0%).

Conclusão:

A Linagliptina não teve efeito na macrocirculação no Diabetes Mellitus Tipo 2, mas melhorou significativamente a função microcirculatória em jejum.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.