IMPACTO DA FREQUÊNCIA DE AUTOMONITORIZAÇÃO SOBRE O CONTROLE GLICÊMICO NO DIABETES TIPO 1

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Fonte: . Miller KM, Beck RW e Bergenstal RM. Evidence of a Strong Association Between Frequency of Self-Monitoring of Blood Glucose and Hemoglobin A1C Levels in T1D Exchange Clinic Registry Participants. Dia
Notícia publicada em: 07.11.2014
Autor: Dr. Augusto Pimazoni-Netto

Apesar da evidência substancial dos benefícios da automonitorização frequente sobre o controle glicêmico no diabetes tipo 1, as empresas de seguro saúde limitam o número de tiras reagentes a que os pacientes têm direito.

No final das contas, essa postura acaba tendo um custo maior, conforme demonstrado no presente estudo que avaliou as relações entre o número de testes de glicemia por dia e os respectivos valores de A1C em crianças e adultos.

O estudo incluiu 20.555 pacientes com DM1 há mais de um ano e que não utilizavam a monitorização contínua da glicose.

Os resultados mostraram que um maior número de testes realizados por dia esteve fortemente relacionado com uma redução significativa dos níveis de A1C em todos os grupos etários, tanto em pacientes que utilizavam bomba de insulina como naqueles tratados com injeções de insulina.

Diante de mais essa evidência, os autores sugerem que seria importante que as empresas de seguro saúde considerassem o fato de que a limitação do número de testes por mês acaba acarretando um comprometimento do controle glicêmico, com repercussões importantes em termos de custo da atenção aos pacientes com DM1.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.