Na Guerra contra Diabetes: Novo Nordisk pretende quebrar o padrão com nova pílula

Na Guerra contra Diabetes: Novo Nordisk pretende quebrar o padrão com nova pílula
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Fonte: Medscape de 07 de fevereiro de 2018

Por : Ben Hirschler

                                                                                                                                                                                                     logo-reutersprofessional

LONDRES (Reuters) – Depois de quase um século construindo uma empresa no valor de US $ 125 bilhões com base em medicamentos injetáveis, a Novo Nordisk da Dinamarca, o maior fabricante de insulina do mundo, quer provar este ano que pode transformar o mercado de diabetes com uma pílula.

O medicamento oral semaglutide da Novo é importante para garantir o crescimento a longo prazo do grupo farmacêutico – uma missão crítica após os resultados de 2017 apresentados na semana passada quando revelaram uma crescente pressão nos preços em um mercado com muita concorrência  visando os 450 milhões de diabéticos do mundo.

Os concorrentes, especialmente a Eli Lilly, estão observando atentamente os testes  da fase final da Novo da semaglutide , medicamento oral ,antes do lançamento da potencial droga em 2020.

A pílula a ser tomada uma vez por dia pertence a uma classe de sucesso de tratamentos conhecidos como GLP-1s que estimulam a produção de insulina, a primeira delas derivada do veneno do lagarto gigante de Gila da América do Norte. Até agora, todos foram via injeções.

Enquanto os diabéticos com doença avançada precisam de injeções diárias de insulina , aqueles em um estágio menos grave começam com comprimidos                              ( hipoglicemiantes orais) simples, com GLP-1 adicionado como uma nova e potente opção desde 2005.

Hoje, os GLP-1s são adotados como uma terapia de diabetes altamente eficaz, a semaglutide, que foi aprovada em dezembro como uma injeção semanal , mas a agulha ainda é uma barreira.

“Há resistência em alguns pacientes para mudar para uma medicação injetável”, disse o Dr. Jason Gaglia, um especialista em diabetes da  Joslin Diabetes Center em Boston. “Uma vez que uma medicação oral estiver disponível, acho que haverá um interesse significativo”.

Se a acumulação de dados a partir de 10 fases fundamentais da Fase III, com relatórios de resultados em 2018, a nova droga poderia atingir mais de US $ 5 bilhões em vendas anuais, acreditam os analistas do Deutsche Bank.

Outros são mais cautelosos, mas os investidores em geral estão apostando que a semaglutide oral e injetável combinadas irão fornecer cerca de dois terços do crescimento da receita da Novo nos próximos cinco anos, de acordo com dados de consenso da Thomson Reuters.

Isso representa uma linha de vida para a Novo, pois tenta diferenciar-se em diabetes em um momento em que sua divisão menor de biopharma também está lutando, levando a desistir no mês passado de comprar a empresa belga Ablynx de biotecnologia.

TARDIO CAFÉ DA MANHÃ

Mas a semaglutida oral não é um comprimido simples. Esta é uma molécula grande e complexa, conhecida como um peptideo, que normalmente seria destruído pela ação do ácido no estômago e requer proteção com um composto especial para aumentar a absorção.

Além disso, o medicamento deve estar em contato direto com a parede do estômago, o que significa que os pacientes não podem comer durante 30 minutos depois de ingeri-lo e o comprimido pode também causar náuseas, levantando questões sobre sua viabilidade.

O chefe de pesquisa da Eli Lilly, Jan Lundberg, disse aos analistas na semana passada: “É realmente um agente oral sub-ótimo”.

Isso pode significar ” uvas azuis ” para o arqui-rival da Novo, cujo próprio trabalho no desenvolvimento de um GLP-1 oral setá apenas no estágio pré-clínico.

 

Reuters Health Information © 2018

Cite this article: In Diabetes War, Novo Nordisk Aims to Break Mold With New Pill – Medscape – Feb 06, 2018.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhar: