Pré-carga de Proteica Aumenta a Eficácia da Vildagliptina no Diabetes Tipo 2

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Autor: Wu T, et al. Diabetes Care. 2016; doi: 10,2337 /dc15-2298.

Fonte: Endocrinetoday.

Homens com Diabetes Tipo 2 tratados bem controlado com metformina apresentaram redução de seus níveis de glicose pós-prandial quando combinado o inibidor de DPP-IV vildagliptina com uma pré-carga de proteína de soro de leite como terapia add-on, de acordo com pesquisa publicada na Diabetes Care.

Tongzhi Wu, MBBS, PhD, da Universidade de Adelaide, na Austrália, e seus colegas analisaram dados de 22 homens com DM2 tratados com metformina (média de idade,64 anos; média de IMC, 27,9 kg/m2, média de HbA1c, 6,6%; duração média do Diabetes, 5,6 anos; todos não fumantes).

Em quatro momentos, cada um separado por intervalo de 7 dias, pesquisadores designaram as seguintes combinações em ordem aleatória: 50 mg de vildagliptina ou placebo na noite anterior e na manhã de cada dia de estudo (os participantes consumiram uma refeição padronizada de carne e lasanha com a dose da noite). A dose da manhã foi seguida, após 60 min.,por uma bebida pré-carga de 250 ml contendo 25 g de isolado protéico de proteína derivada do leite de soro ou 25 g de aromatizante controle. Os participantes consumiram uma refeição com puré de batata, 30 minutos após o consumo da bebida.

Os investigadores dosaram a glicose plasmática, níveis hormonais e esvaziamento gástrico.

Os investigadores descobriram que os participantes com vildagliptina e proteína apresentaram maiores níveis plasmáticos da GLP-1 intacto e polipeptídeo insulinotrópico dependente da glicose(GIP), o esvaziamento gástrico foi mais lento e menor glicemia pós-prandial, quando comparada com ambos os grupos placebo/proteína e vildagliptina/bebida controle (p<.05 para cada).

Comparado com o grupo placebo/bebida controle, o grupo placebo/proteína reduziu o pico de glicemia pós prandial; aumentou a insulina plasmática, glucagon e hormônios incretínicos (total e intacto); e retardou o esvaziamento gástrico. Os participantes com vildagliptina/bebida controle tiveram redução no pico e a área sob a curva de glicose, aumento das incretinas intactas no plasma e retardou o esvaziamento gástrico,mas apresentaram supressão do glucagon e incretinas totais plasmáticos (p<.05 cada).

“Notavelmente, a adição da pré-carga de proteína do soro de leite ao tratamento com vildagliptina acarretou aproximadamente dobrou a redução do pico de glicose pós-prandial no sangue”, escreveram os pesquisadores. “A dose da proteína do soro de leite, embora menor do que anteriormente utilizada, mostrou-se suficiente para estimular a secreção de GLP-1 e GIP e retardar o esvaziamento gástrico.”

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.