IDF : Informação Sobre Doença do Vírus de Corona 2019 – COVID-19

IDF : Informação Sobre Doença do Vírus de Corona 2019 – COVID-19

IDF – Federação Internacional de Diabetes, região européia

A Associação Internacional de Diabetes (AID), região europeia, que promove o tratamento, a prevenção e a cura do diabetes em todo o mundo, vem prestar mais informações sobre o COVID-19 ,(vírus que causa doenças humanas e animais) foi identificada como a causa de casos de pneumonia em Wuhan, uma cidade na província de Hubei, na China. Depois disso, espalhou-se rapidamente, resultando em uma epidemia em toda a China, com rápida disseminação global, afetando agora quase todos os continentes.

O entendimento desse novo coronavírus ainda está evoluindo.

Como as pessoas se infectam?

O vírus pode se espalhar a partir de animais infectados (provavelmente iniciado na China pelo consumo de animais silvestres), mas a transmissão entre seres humanos também é possível. Ele se espalha como qualquer outra doença respiratória, através de gotículas de ar contaminadas que saem da boca das pessoas infectadas quando falam, tossem ou espirram. O vírus pode sobreviver no ambiente de algumas horas à alguns dias (dependendo das superfícies e das condições ambientais) e tocando as superfícies afetadas e, em seguida, acredita-se que a boca ou o nariz seja o meio de transmissão. O vírus é morto no ambiente com soluções à base de álcool.

Quão grave pode ser a infecção?

A boa notícia é que geralmente é uma doença leve e cerca de 98% das pessoas afetadas sobrevivem à doença. A maioria dos casos (> 80%) é leve (mostrando apenas sintomas mínimos de gripe) e as pessoas podem se recuperar em casa. Alguns casos (cerca de 14%) são graves e muito poucos (cerca de 5%) podem desenvolver doenças críticas. Algumas pessoas não apresentam sintomas ou apresentam apenas sintomas leves de um resfriado comum. Mas em outras pessoas, o COVID-19 pode levar a problemas sérios, como pneumonia ou até morte. Isso é mais comum em pessoas que têm outros problemas de saúde, principalmente idosos, pessoas com doenças cardiovasculares, doenças pulmonares crônicas e hipertensão.

As pessoas com diabetes estão entre as categorias de alto risco que podem ter doenças graves (como a gripe) se receberem o vírus

Quais são os Possíveis Sintomas da Doença ? 

As pessoas afetadas com COVID-19 podem ter febre, tosse, falta de ar (dificuldade em respirar), sensação de cansaço e dores musculares. Problemas respiratórios acontecem quando a infecção afeta os pulmões e causa pneumonia. Os sintomas geralmente começam alguns dias depois que uma pessoa é infectada pelo vírus, com a maioria dos casos ocorrendo aproximadamente 3-7 dias após a exposição. Mas, em algumas pessoas, pode demorar ainda mais para que os sintomas apareçam (até 14 dias).

O Que Fazer Se Houver Alteração De Infecção ?

Se uma pessoa tiver febre com tosse ou dificuldade para respirar e puder ter sido exposta ao COVID-19 (se morou ou visitou a China nos 14 dias antes de adoecer, ou se estiveram perto de uma pessoa que pode ter o vírus), devem ligar para um Serviço Médico para obter orientação.

É Melhor Não Ir Diretamente Ao Hospital Por Conta Própria, Para Evitar Que Possam Transmitir A Doença A Outros . Tem Que Ser Consultados / Orientados Por um Médico, Com Prioridade, Em Vez De Esperar Na Fila. Ao Ir Ao Hospital , Eles Precisarão Colocar Uma Máscara Facial.

A equipe médica também pode pedir que eles esperem algum lugar longe de outras pessoas, para que possam ser examinados adequadamente, com segurança. Amostras de fluido retiradas do nariz ou da garganta mostram se o vírus está presente ou não. Até o momento, não há tratamento específico para a doença, mas como a maioria dos casos é leve, apenas poucas pessoas terão que ser hospitalizadas para atendimento de suporte. É essencial, porém, que os casos sejam reconhecidos e isolados por algumas semanas, e outras pessoas que entraram em contato com eles também sejam identificadas, para que o vírus não se espalhe mais.

O Que Fazer Se Instruído Para Ficar Em Casa ?

Para as pessoas afetadas que ficam em casa, os pacientes e as famílias devem praticar medidas adequadas para a prevenção e controle de infecções. O manejo desses pacientes deve se concentrar na prevenção da transmissão a outras pessoas e no monitoramento da deterioração clínica, o que pode levar à hospitalização. As pessoas afetadas devem ser colocadas em um quarto individual bem ventilado, os membros da família devem ficar em uma sala diferente ou, se isso não for possível, manter uma distância de pelo menos 1 m da pessoa doente (por exemplo, dormir em uma cama separada) e realize a higienização das mãos (lavagem das mãos com água e sabão) após qualquer tipo de contato com os pacientes ou com o ambiente imediato. Ao lavar as mãos, é preferível usar toalhas de papel descartáveis ​​para secá-las. Se não estiverem disponíveis, use toalhas de pano limpas e substitua-as quando ficarem molhadas.

Para conter secreções respiratórias, uma máscara médica deve ser fornecida ao paciente e usada o máximo possível. Indivíduos que não toleram uma máscara médica devem usar higiene respiratória rigorosa – ou seja, a boca e o nariz devem ser cobertos com um lenço de papel descartável ao tossir ou espirrar. Os cuidadores também devem usar uma máscara médica bem ajustada que cubra a boca e o nariz quando estiverem na mesma sala que o paciente.

O Que As Pessoas Com Diabetes Devem Fazer Com o Vírus ?

É melhor que as pessoas com diabetes planejem com antecedência o que fazer antes de adoecer, por exemplo, tenham números do telefone de seu médico e tenham um estoque adequado de medicamentos. medicamentos e tiras para monitorar a glicose no sangue em casa, para que eles não precisem sair em caso de doença ou se a situação impactar, por exemplo horário da farmácia local. Se eles ficarem doentes com o vírus, poderão ver seu controle glicêmico se deteriorar durante a doença. Eles devem praticar as “regras do dia doentio” recomendadas para qualquer situação estressante, a fim de melhorar a descompensação do diabetes. Eles devem entrar em contato imediatamente com seu médico para obter aconselhamento sobre a frequência com que monitorem o açúcar no sangue, obter recargas adequadas para medicamentos (especialmente insulina) e que ajustes podem ser necessários em seus medicamentos ou dieta.

Pode Evitar a Doença ? 

Simples, medidas sensatas devem ser tomadas na vida cotidiana para evitar a doença:

  1. Lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou usar uma solução à base de álcool, especialmente antes de comer e depois de estar em público.
  2. Não compartilhe alimentos, ferramentas .Evite o contato próximo com aqueles que estão doentes. Se alguém estiver visivelmente doente, tossindo ou espirrando, mantenha-se afastado.
  3. Se você ficar doente com sintomas respiratórios, fique em casa e notifique outras pessoas e seu médico sobre a doença.
  4. Quando espirrar ou tossir, cubra o nariz e a boca com tecido ou com a dobra do cotovelo.
  5. Evite o contato desprotegido com animais silvestres e animais da fazenda.
  6. A Organização Mundial da Saúde recomenda que, para pessoas sem sintomas respiratórios, não seja necessário o uso de máscara médica na comunidade, mesmo que o COVID-19 seja predominante no país / área; o uso de uma máscara não diminui a importância de outras medidas gerais para prevenir a infecção e pode resultar em problemas desnecessários de custo e suprimento.

Dicas Úteis Para Pessoas Com Diabetes

  • Mantenha-se hidratado .
  • Monitorize sua glicose no sangue .
  • Monitorize sua temperatura .
  • Se estiver tomando insulina, também monitore seus corpos cetônicos

 

Compartilhar: