Estratégia da Campanha

Recado Importante:

Sabemos que será quase impossível a realização de uma Campanha, como sempre fizemos nos anos anteriores.

Por esta razão esta estratégia não servirá para as ações que faremos.

No entanto, caso alguém consiga fazer uma campanha maior, pode usá-la e por essa razão fica aqui a disposição.

DMD_2021

Aqui você encontra a Estratégia da Campanha, ou seja, um roteiro de como organizar sua campanha e obter os melhores resultados.

ESTRATÉGIA ESPECÍFICA PARA CAMPANHA DE DIABETES

Dia Mundial do Diabetes 2021

24ª Campanha Nacional Gratuita em Diabetes, de Prevenção das Complicações, Detecção, Orientação e Educação

ESCOLHA DA DATA: (em torno de 14 de novembro/Dia Mundial e Nacional do Diabetes).

ESCOLHA DO LOCAL: Amplo, claro, arejado, com boa circulação para o público, duas portas (entrada e saída), de fácil acesso, limpo e coberto. Ex: colégios e escolas municipais, próprios públicos, postos de saúde, etc.

MATERIAL:

1 – Material de Divulgação;
2 – Material Informativo;
3 – Material Educativo;
4 – Sinalização;
5 – Material de Pronto Socorro/Pronto no local e Atendimento através de unidades próprias;
6 – Equipamentos de Pronto Atendimento e Ambulância;
7 – Mesas/Cadeiras;
8 – Equipamentos para cada atividade;
9 – Monitor (Glicosímetro);
10 – Lancetas;
11 – Gase embebida em álcool ou algodão com álcool – (Álcool swabs);
12 – Saco de lixo para material hospitalar (branco);
13 – Ficha de identificação e resultados;
14 – Aparelho de pressão;
15 – Fita métrica;
16 – Açúcar líquido (Glistan) – Glucagon;
17 – Alimentação;
18 – Luvas descartáveis;
19 – Pranchetas e canetas;
20 – Descartadores para perfuro cortante;
21 – Touca;
22 – Avental;
23 – Lençol descartável;
24 – Abaixador de língua;
25 – Monofilamento;
26 – Cadeira de rodas;
27 – Macas

PARCERIAS:

  • Contatar a Prefeitura para retirada do lixo hospitalar e apoio com profissionais de saúde.
  • Ambulância
  • Hospital retaguarda para encaminhamento
  • Carro resgate

Esta Campanha além de ser de detecção, também deverá ser de educação e prevenção das complicações, sendo assim é necessário que cada um de vocês procure parcerias com cardiologia, oftalmologia, faculdades de enfermagem, farmácia, nutrição, escolas de podologia e outros para que realizem as avaliações específicas, além de hospital para remoções em casos de necessidade.

SÓ PARA OS JÁ SABIDAMENTE DIABÉTICOS E EXAMES COM RESULTADOS SUSPEITOS, REALIZAR:

• medição da circunferência abdominal;
• avaliação vascular;
• aferição da pressão arterial;
• avaliação fisioterápica;
• exame de fundo de olho e catarata;
• hemoglobina glicada;
• avaliação dos pés;
• colesterol;
• avaliação dentária;
• avaliação nutricional;
• exame de microalbuminúria e creatinina;
• avaliação para prática de atividade física;
• outros;

– Nesse caso é necessário material específico para cada ação.

O tema da Campanha deste ano é: “DIABETES: PROTEJA SUA FAMÍLIA” e dessa forma o foco é na Educação em Diabetes, destacando alguns temas principais como:

• Detecção precoce do Diabetes;
• Detecção precoce das complicações;
• Estar atento ao aparecimento do Diabetes;

PALESTRAS:

Sugerimos que organizem palestras com os seguintes temas: 

Conhecendo o Diabetes – Orientação alimentar – Controle do Diabetes – Aspectos emocionais do Diabetes – Tratamento, comprimidos e insulinas – Importância do exercício físico – Cuidado com os pés – Bomba de Insulina – Prevenção e tratamento das Complicações do Diabetes.

EXPOSIÇÃO:

Sugerimos organizar uma feira com exposição de produtos e insumos, sapatos, cremes e alimentos diet.

OUTRAS ATIVIDADES:

– Caminhada;
– Corrida;
– Lanche diet;
– Teatro;
– Carro de som;
– Concurso de desenho nas escolas;

RECURSOS HUMANOS:

• coordenador geral;
• pessoal habilitado para preenchimento de fichas;
• pessoal treinado para realização e avaliação dos testes;
• pessoal treinado para dar informações gerais e resolver problemas;
• pessoal treinado para organizar filas e o fluxo;
• pessoal especializado para divulgação;
• multiprofissionais para orientação e para palestras de educação;
• equipe para encaminhamento a hospitais;
• equipe para ambulância, policiamento, e de resgate;
• equipes especializadas para cada área de atuação;
• Multiprofissionais: médicos: farmacêuticos, biomédicos, dentistas, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, professores de Educação Física, fisioterapeutas, podólogos, educadores, assistentes sociais e outros.

DIVULGAÇÃO ATRAVÉS DE:

• jornais e revistas, rádios e TV – carro de som, folhetos, sites;
• nos clubes, nos bancos, hospitais, postos de saúde;
• nas missas, nas escolas, cartazes e faixas;
• nas lojas e estabelecimentos (na rua);
• Material educativo;
• Palestras, cartazes, folhetos, vídeos, painéis, outros;

OBJETIVO:

• Realizar o teste em pessoas do grupos de risco para o Diabetes;
• Parentes de diabéticos;
• Indivíduos com hiperlipemia;
• Obesos;
• Mães que tiveram filhos com 4 quilos ou mais;
• Hipertensos;
• Mulheres que tiveram Diabetes gestacional;
• Coronariopatas;
• Idosos (maiores de 65 anos);
• População em geral com mais de 35 anos;
• Orientar os de resultado fora do padrão da normalidade num primeiro momento e em seguida fazer o encaminhamento necessário, de acordo com a peculiaridade da Unidade de Saúde local;
• Promover imediatamente o início da educação em Diabetes e propiciar meios para que o diagnosticado passe a ter educação continuada multidisciplinar em Diabetes.

EXECUÇÃO:

1. Divulgação
• Iniciar a divulgação da Campanha com pelo menos 30 dias de antecedência em revistas e através de cartazes em pontos estratégicos como hospitais, ambulatórios, centros de saúde, estações de trem, ônibus ou metrô, farmácias, lojas de bairros, shopping center, igrejas e todos os locais onde haja grande concentração de pessoas.
• Com quinze dias de antecedência colocar faixas promocionais de rua (pedir autorização na Regional da Prefeitura local).
• É muito importante deixar bem claro o número de testes oferecidos para evitar expectativas e tumultos – colocar faixa no local informando o número de testes oferecidos.
• Fazer senhas, na quantidade dos testes oferecidos, que deverão ser entregues conforme a fila for se formando.
• Uma semana antes da Campanha, é o momento de iniciar a divulgação pelos jornais, rádios e TV. Se possível, conseguir que um desses veículos noticie o fato e eduque sobre Diabetes durante todo o mês ou na quinzena anterior. Dessa forma, o efeito será maior.

2. Treinamento
• Treinar as pessoas que realizarão os testes para que os executem com desembaraço, rapidez e conhecimento, e que estejam habilitadas a interpretar corretamente o resultado.
• Treinar a pessoa que irá preencher o formulário diagnóstico para que complete todos os campos com letra legível (com letra de forma).
• A pessoa que realizou o teste deverá preencher apenas o resultado obtido. Se for diagnosticado diabético ou suspeito, a pessoa deverá ser encaminhada à equipe multiprofissional, que deverá estar durante todo o período à disposição para orientar e encaminhar os diagnosticados.

3. Uniformes
• Os funcionários que realizam os testes deverão estar de avental branco, luvas e crachás.
• Os outros funcionário da Campanha também deverão estar identificados, de preferência padronizados.

4. Filas
• Os funcionários que preencherão os formulários deverão fazê-lo em pranchetas, andando pela fila para agilizar o processo, já que o teste em si demora menos de um minuto, tempo menor do que o preenchimento dos formulários.
• Não se esquecer de fazer uma fila especial para idosos, gestantes, deficientes físicos, mães com crianças de colo, recém operados e outros, de acordo com a lei vigente no país.

5. Palestras e Orientação
• No local deverá haver mesas com médicos especialistas e multiprofissionais de cada área, para imediata orientação aos recém diagnósticos e aos diabéticos mal controlados.
• Caso haja possibilidade de oferecer palestras educativas, informe isso em local visível e os multiprofissionais e educadores deverão encaminhar os diagnosticados e os que já sabem ser diabéticos para assistí-las.

6. Material educativo
• Em todo o local deverá haver cartazes educativos e oferecer aos diagnosticados, folhetos, folders e todo o material educativo possível. (É só imprimir do nosso site)

7. Adesão
• Só quem enviou o formulário de adesão constará de nossos relatórios.

8. Resultados – Encaminhamento
• Depois de realizados os testes é necessário que se proceda à tabulação dos resultados

Preencher formulário (Anexo 1) e nos enviar com urgência.

• Quem puder elaborar gráficos, fazer, para melhor visão dos resultados.

• Enviar também um relatório da Campanha, inclusive com fotos, pois estes serão publicados na revista Anad Informa, no site e encaminhados para a IDF (International Federation Diabetes).

Obs: A quantidade insuficiente de sangue na tira acusa valores falsamente baixos – Verificar que a gota seja adequada. Repetir o teste se necessário.

9. Identificação
• No formulário constará nome, telefone e endereço do diagnosticado, o que permitirá que lhe seja enviada correspondência, convidando-o a que se trate e se eduque e também espaço para colocar o número do atendimento.

• Preencher também o número para que as equipes das outras avaliações possam preencher o resultado com o mesmo número, de forma que depois se possa traçar um perfil da pessoa em todas as áreas.

A PADRONIZAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO DOS TESTES DE GLICEMIA SERÁ A SEGUINTE:

1. Jejum (Quem declarar não ter comido nada nas últimas 8 horas) e para quem declarar não ter Diabetes
a) Normal até 70 a 99 mg/dL
b) Suspeito valores entre 100 e 125 mg/dL
c) Provável Diabetes acima de 126 mg/dL

2. Pós-prandial (sem jejum – qualquer hora)
a) Normal até 140 mg/dL
b) Suspeito valores entre 141 e 199 mg/dL
Enviar para glicemia plasmática de jejum se suspeito
– Procurar médico para confirmação;
– Diagnóstico através de outros exames;
c) Provável Diabetes acima de 200 mg/dL (qualquer hora)

Todos os exames considerados suspeitos deverão ser encaminhados para confirmação diagnóstica, através de exames de glicemia plasmática.

Valores Colesterol:

Colesterol Total
(a qualquer hora mesmo sem jejum) JAMA 2001; 285; 2489 – 2497
Maior que 200 mg/dL – realizar determinação de perfil lipídico completo em jejum

Valores Hemoglobina Glicada A1c – valor normal até: 5,7% (HPLC)
De 5,8% a 6,4% – considerado pré-diabetes
De 6,5% – diagnostico de Diabetes

IMPORTANTE: Todo paciente diagnosticado na Campanha deverá ter encaminhamento às Unidades de Saúde locais. Os descompensados deverão ter prioridade no encaminhamento, e todos deverão receber orientação, se possível multiprofissional.

LUZ AZUL

Lembramos que a IDF espera que você organize uma caminhada e que ilumine sua cidade de azul na noite de 13 até o raiar do dia 15. Envie para nós a relação de suas atividades o mais rápido possível e já no dia 15 envie fotos e resultados. Tudo isso irá para o site da IDF.

Espero que este modelo de estratégia possa servir para ajudá-los no planejamento das suas Campanhas.
Para qualquer dúvida, estaremos à disposição.

Profº. Dr. Fadlo Fraige Filho
Presidente

Dúvidas? Escreva para anad@anad.org.br ou telefone (11) 5904-2407 / (11) 5908-6777

Compartilhar: